sábado, 31 de dezembro de 2011

Vitória sonha com a Lotto

 O Vitória ainda não admite oficialmente, mas a informação é de que a diretoria do clube trabalha para trocar de fornecedora de material esportivo. A meta é quebrar o contrato com a Penalty e fechar um com a Lotto. “Temos o maior respeito pelos nossos parceiros. Portanto, evitamos comentar sobre questões especulativas”, disse o diretor de marketing do Vitória, André Curvelo, em entrevista por telefone, ontem, ao ESPORTE CLUBE.

O contrato entre Vitória e Penalty tem validade até 2014, mas o clube espera negociar uma rescisão amigável com a fornecedora. A insatisfação rubro-negra com a empresa é motivada por problemas de distribuição do uniforme e outros contratempos registrados ao longo de 2011. “(A Penalty) Pisou muito na bola, foi negligente. Colocou no mercado camisas do Vitória sem a marca dos parceiros do clube (OAS e Tim).

Sem contar que vazou o modelo de uniforme 2011 no início do ano, ainda no Carnaval. Tanto que veio pedir desculpas depois por isso”, reclamou um integrante da diretoria do Vitória que preferiu não ser identificado. Proposta superior - O ESPORTE CLUBE apurou que o Vitória depende de questões jurídicas – referentes ao compromisso com a Penalty – para fechar contrato com a Lotto, fornecedora que, por sinal, está deixando o Bahia.

O acordo entre Vitória e Lotto, ainda em conversação, é amplo e prevê, além de um valor anual, parcerias em pontos de venda e em outras ações comerciais. Com o contrato a ser fechado, a diretoria rubro-negra planeja arrecadar pelo menos R$ 1 milhão por temporada.

Este valor é três vezes superior ao do contrato entre Bahia e Lotto, que, coincidentemente, se encerra exatamente neste sábado, 31. Valorização - Assim como o Vitória, o Bahia também vai capitalizar a troca de fornecedora de material esportivo. O contrato com a Nike, iminente nova parceira do clube, alcançaria R$ 2 milhões por ano, um valor quase seis vezes superior ao do que termina neste 31 de dezembro.

Marcelo Machado e Moysés Suzart

Nenhum comentário: