domingo, 26 de fevereiro de 2012

Náutico: Três pontos e vaias



Náutico vence, mas não convence.

A torcida acabou vaiando.

Valdemar Lemos poderia explicar sobre o desempenho de sua equipe, porém, mais uma vez preferiu falar sobre o torcedor que vaia o Náutico.

Eduardo Ramos. Super-Hiper-Ultra sobre carregado. É ele que tem que resolver tudo?

Agiu muito mal em relação ao torcedor. Atleta de futebol não deve se virar para dicutir com o torcedor nas sociais.

Derley. Voltou a ser o melhor do time. Raça e voluntariedade. Às vezes até de forma excessiva.

Douglas. Tímido em campo, mas não comprometeu. Fez um golaço. Com personalidade.

Siloé. Esteve mal. De bom, só o gol. Perdeu outros dois.

Auremir. Um grande jogo. Mesmo jogando como volante.

Marlon e Gustavo. A zaga esteve perdida em muitos momentos do jogo.

Lateral Marquinho não apoiou e se perdeu na marcação.

Doriélton, Henrique. Nulos.

O Belo Jardim jogou bem, mas não reeditou a partida de quarta-feira.

Rogério Manaus e Tiago Santos não repetiram a exibição anterior.

Tóti, Fernandinho, Candinho e Eduardo Eré, os destaques.

O time sentiu falta de Júnior Borracha.

Niélson Nogueira Dias. Bem na arbitragem. Pênalti duvidoso. Mesmo assim, os jogadores do Náutico não reclamaram.

Público: 10.065
Renda: R$ 85.137,00

Foto: DP

Nenhum comentário: