terça-feira, 20 de março de 2012

América e Náutico punidos pelo TJD



A partida entre América e Náutico, no dia 29 de fevereiro, que acabou empatada por 2 a 2, também ficou igual em julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva de Pernambuco (TJD/PE). Após o confronto, os clubes foram denunciados por desordem e julgados na última quinta-feira, dia 15 de março, pela Segunda Comissão Disciplinar. Por arremesso de objetos no gramado, as duas equipes foram multadas em R$ 500. Além disso, o auxiliar técnico do América, Juvenildo Magalhães da Silva, foi advertido.

Segundo o árbitro da partida, aos 35 minutos do segundo tempo, um torcedor do Náutico, que não foi identificado, atirou uma pedra no segundo assistente. Por sorte, o objeto não o atingiu. Por esta conduta, os clubes respoderam por infração ao artigo 213, inciso III, § 2º, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por "deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir objetos arremessados no gramado".

Como o lançamento foi feito pela torcida da entidade adversária, as duas equipes ficaram sob risco de pagar a multa, que varia entre R$ 100 a R$ 100 mil. Tanto o mandante América quanto o visitante Náutico responderam por tal infração diante da Segunda Comissão, e acabaram multados em R$ 500.

Também segundo a súmula da partida, o auxiliar técnico do América foi expulso aos 35 minutos do segundo tempo, ao proferir de forma acintosa as seguintes palavras ao árbitro assistente: "Virou bagunça o jogo? Tudo é marcado em favor do Náutico, só basta os jogadores deles reclamarem e é marcado tudo". O profissional chegou a entrar em campo, tendo que ser parado por policiais.

Juvenildo foi enquadrado no artigo 258 do CBJD, parágrafo segundo, por "assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva, desrespeitando a equipe de arbitragem ao reclamar desrespeitosamente contra suas decisões". Ele podia ser suspenso de uma a seis partidas, porém, foi apenas advertido pelos auditores.

Justiça Desportiva
Foto: DP

Nenhum comentário: