quarta-feira, 14 de março de 2012

ASA vence Santa Quitéria, mas não elimina jogo da volta


Empolgado pela estreia na Copa do Brasil, o Santa Quitéria começou bem o jogo diante do ASA (AL) na partida que marcou a primeira participação da equipe maranhense na competição nacional. Porém, com o desenrolar da partida, o time alagoano controlou as ações, usou a experiência e conseguiu vencer a Raposa maranhense que se mostrou nervosa e desorganizada diante de um adversário mais eficiente. O placar de 3 a 2 foi ruim para o Santa Quitéria, porém forçou a partida de volta em Alagoas, na próxima semana.
Decepcionado com o jogo, o técnico do Santa Quitéria, Meinha, não gostou atuação do seu time em campo e alertou para a dificuldade que seus comandados encontrarão em Alagoas.
"Ficou difícil, mas vamos tentar lá. Vamos fazer o mesmo trabalho que eles fizeram aqui. Tomamos três gols bobos em coisas que nós treinamos para caramba".
Diferente de Meinha, Mazinho, volante da Raposa, preferiu exaltar a disposição e o gol que levou a decisão para o segundo jogo.
"Conseguimos, pelo menos, fazer dois gols para levar o jogo de volta. Agora, é trabalhar porque domingo já tem jogo de volta diante do MAC".
Jogo
O Santa Quitéria começou a partida no ataque levando perigo ao ASA (AL) com uma boa movimentação de Gabriel e Toninho no comando do ataque. Porém deixava espaços na defesa, cedendo o contra-ataque a equipe alagoana. Em um desses contra-ataques, Didira lançou o lateral Alan que entrou fácil pela defesa da Raposa e acertou um belo chute, abrindo o placar para à equipe alvinegra aos treze minutos.
O Santa Quitéria acusou o gol e caiu bastante no jogo. Tanto que, logo aos dezenove minutos, o ASA ampliou o placar. Após indecisão do volante Jackson na entrada da área, Didira aproveitou e bateu sem chances para o goleiro do Santa.
Com esse placar, o ASA já eliminava a partida de volta em Alagoas. Ciente disso, a equipe maranhense começou a pressionar em busca do primeiro gol. Tanto pressionou, que conseguiu um pênalti, convertido por Elton aos 29 minutos.
Com o gol, o Santa Quitéria diminuiu o ritmo, e a partida ficou “morna”. As duas equipes só trocaram chutões e esperaram o fim da etapa inicial.
Na volta para o segundo tempo, o ASA voltou melhor e era mais perigoso na partida. O Santa tentava chegar ao gol do adversário, porém, com pouca movimentação no ataque, era uma presa fácil para a defesa alagoana.
Aos vinte minutos da etapa complementar, após belo passe de Didira, Lúcio Maranhão finalizou com extrema categoria e construiu mais uma vez o placar que o ASA precisava para eliminar o jogo de volta. Após o gol, o Santa teve que se desdobrar em campo para conseguir diminuir o placar. Quando tudo levava a crer que o Santa estaria eliminado na competição, os zagueiros do ASA trombaram e deixaram o atacante Gabriel sozinho para tirar do goleiro Têti e marcar o segundo gol maranhense. Nos últimos minutos, o Santinha tentou o empate e partiu pra cima, porém o ASA conseguiu se segurar e levou uma grande vantagem para o jogo de volta em casa.
O maranhense Lúcio Maranhão, atacante do ASA, não saiu muito satisfeito com o resultado, já que a equipe alagoana eliminava a partida de volta até o fim do segundo tempo.
"Estávamos bem na partida, fizemos o terceiro gol, mas levamos dois. Agora, é só um tiro no jogo de volta, quem errar fica fora desta vez".
Campeonato Maranhense
Agora, o Santa Quitéria terá que deixar a Copa do Brasil de lado e focar no Campeonato Maranhense, onde terá uma partida decisiva no domingo diante do MAC pela semifinal do primeiro turno. Na partida de ida, em Santa Quitéria, as duas equipes empataram sem gols.
“Temos que pensar etapa por etapa. Vamos pensar primeiro Maranhão, conseguir nossa vaga pra final e, depois, pensar na Copa do Brasil”, frisou o técnico Meinha.
Imirante

Nenhum comentário: