quinta-feira, 15 de março de 2012

Leão bate 4 de Julho e elimina jogo da volta


A classificação veio no apagar das luzes. Ainda que o 4 de Julho não tenha ameaçado a vitória do Sport, os rubro-negros tiveram bastante trabalho para vencer os piauienses em seu primeiro compromisso na Copa do Brasil. O gol que eliminou a necessidade da partida de volta saiu nos acréscimos, numa cabeçada de Renato.

O Sport encontrou mais dificuldade do que imaginavam os seus torcedores. Mesmo obrigado a fazer algumas mudanças, o técnico Mazola Júnior apostou na manutenção do 4-3-3, esquema utilizado nas vitórias sobre Araripina e América. Em campo, o Leão encontrou um 4 de Julho com uma marcação forte no meio de campo e disposto a surpreender em contra-ataques.

Com o jogo truncado na zona central da intermediária piauiense, e Marcelinho Paraíba com um marcador em sua cola, os rubro-negros apostavam em jogadas pelas pontas. Na direita, Moacir tentava trocar passes com Willians, enquanto Marquinhos Gabriel conduzia a bola pela esquerda. Mas a desenvoltura das partidas anteriores não se repetiu. Os pernambucanos não conseguiam chegar à barra adversária com jogadas de perigo.

Uma característica, entretanto, voltou a se repetir. Quando o jogo parecia complicado, Marcelinho tratou de encontrar uma solução. Se os rubro-negros não conseguiam chegar à grande área adversária, o camisa 10 encontrou um atalho para o gol. Na primeira vez em que teve liberdade para trabalhar um lance, o meia arriscou uma bomba de fora da área e acertou o ângulo direito do goleiro Robinho.

Antes mesmo dos 10 minutos da etapa final, o Sport já estava em campo com um esquema diferente. Lesionado, Hamilton havia sido substituído por Rivaldo no final do primeiro tempo. E pouco depois de a bola voltar a rolar, Renato entrou no lugar de Willians. Com isso, os rubro-negros passaram para o 4-4-2, com Diogo Oliveira e Moacir na cabeça-de-área, enquanto Marcelinho e Rivaldo cuidavam da criação das jogadas.

Mas, ainda que o ímpeto do 4 de Julho tenha praticamente se apagado, o Sport não conseguia ampliar sua vantagem. As dificuldades em penetrar o sistema defensivo piauiense seguiram durante toda a segunda etapa. Sem conseguir trocar passes de maneira objetiva, as melhores chances surgiram de lances individuais. Quando a partida de volta já era dada como certa, o gol da classificação saiu da cabeça de Renato. Em contra-atraque puxado por Marquinhos Gabriel, o atacante cruzou no primeiro pau e encontrou o companheiro livre.

O adversário do Leão na segunda fase desta Copa do Brasil será o Paysandu, em partida com data ainda não definida.

4 de Julho
Robinho; Cláudio, Paulo Maranhão, Pedrosa (Laércio) e Pardal (Marcinho); Juninho, Binha, Ivan e Antônio Carlos; Janiel e Pretinho. Técnico: Jorge Pinheiro.

Sport
Magrão; Moacir, Bruno Aguiar, Tobi e Diogo Goiano; Hamilton (Rivaldo), Diogo Oliveira e Marcelinho Paraíba; Marquinhos Gabriel, Willians (Renato) e Roberson (Jheimy). Técnico: Mazola Júnior.

Local:
 Estádio Albertão (Teresina). Árbitro: Mayron dos Reis Novais (MA). Assistentes: Sandro do Nascimento Medeiros (MA) e Sérgio Campelo Gomes (MA). Gols: Marcelinho Paraíba e Renato (S).Cartões amarelos: Willians e Rivaldo (S). Público e renda: não divulgados.

Celso Ishigami/DP
Foto: Futebol Piauiense

Nenhum comentário: