sábado, 31 de março de 2012

Sport goleia e dispara na liderança



Quem analisar só placar de 5 a 0 e o adversário vai achar que o Sport passeou em cima do Serra Talhada, que vinha de quatro jogos sem vencer no Estadual. Na verdade, só após o segundo gol que os leoninos conseguiram tomar conta da partida. Até lá, os sertanejos estiveram melhores em campo. Na noite deste sábado, no estádio da Ilha do Retiro, o Rubro-negro venceu e disparou na liderança do Campeonato Pernambucano. Novamente, se pôde observar a dependência clara da equipe em relação a Marcelinho Paraíba, principal responsável pela vitória sobre o Cangaceiro. Agora com 44 pontos, o time da Praça da Bandeira não pode ser alcançado por ninguém nesta rodada. O proximo compromisso dos comandados de Mazola Júnior no PE2012 será contra o Porto, domingo, em Caruaru. Antes, na quarta-feira, têm o Paysandu pela frente, no Pará, pela Copa do Brasil.  

A verdade é que o Sport "achou" um gol no primeiro tempo e contou com um pouco de sorte para que o Serra Talhada não chegasse ao empate. Já aos cinco da etapa inicial, Josias começou dando um susto na torcida rubro-negra. Do meio da rua, acertou o travessão do goleiro Magrão, que estava adiantado no lance. Contudo, quatro minutos mais tarde, os leoninos conseguiram abrir o placar. Para não variar, com ele: Marcelinho Paraíba. Mais uma vez de falta. Cobrou rasteira, a bola passou por debaixo da barreira e foi parar no fundo das redes do goleiro Carlos: 1 a 0. Até então, os mandantes não tinham sequer conseguido passar da intermediária.

Apesar do gol sofrido, o Serra Talhada seguiu firme na partida. Puxava bem os contra-ataques, sobretudo pelos flancos do gramado. Aos 17, Júnior Negrão chutou de fora da área e acertou novamente o travessão. Só quando o cronômetro marcava 27 minutos, veio uma chance para o Leão aumentar. Após boa jogada de  Paraíba, o atacante Jael recebeu na grande área, fintou o zagueiro e bateu de canhota para a defesa do goleiro adversário. 

A equipe de Bagé, no entanto, respondeu. Joãozinho perdeu a chance, chutando duas vezes. A primeira Magrão salvou. No rebote, o zagueiro Bruno Aguiar tirou quase em cima da linha. O Sport chegava pouco. Mas, quando chegava, a bola passava pelos pés de Paraíba. Em um escanteio venenoso batido pelo meia, Edcarlos perdeu uma boa oportunidade de ampliar. Antes de acabar o primeiro tempo, Jessuí, de cabeça, quase anotou para o Cangaceiro.

No início segundo ato do confronto, o Serra permaneceu melhor. Aos seis, o ex-rubro-negro Kássio driblou Magrão, porém Rivaldo salvou outra vez em cima da linha. Um susto. Dois minutos depois Bruno Aguiar tratou de alivar a torcida, ampliando a contagem. Mas os gritos de gol vindos da arquibancada foram em vão. O zagueiro estava completamente impedido, e a arbitragem invalidou o gol. O Sport, todavia, melhorou sensivelmente. Só errava no último toque.

Era notória a dependência em relação a Marcelinho Paraíba. Se não fosse ele, nada de produtivo saia. O filme era o mesmo. Aos 16, advinha quem resolveu aumentar para o Sport? Sim, ele mesmo. Em uma jogada individual, o experiente meia das madeixas loiras ampliou com um chute forte no cantinho: 2 a 0. A partir daí, pareceu que Marcelinho inspirou os seus companheiros. Com 21, Jael tratou de bater uma falta à la Paraíba e fez o terceiro.

O Serra se desorganizou e caiu de produção vertiginosamente. Doze minutos depois do terceiro tento, o jovem Ruan, que acabara de entrar no jogo, chutou forte de fora da área e marcou o quarto. Foi o primeiro gol do atacante como profissional, que rendeu muitas lágrimas do jogador. Aos 36, Jheimy deu números finais à partida: 5 a 0.  

Sport 5
Magrão; Bruno Aguiar, Edcarlos e Aílson; Thiaguinho (Ruan), Rivaldo, Naldinho, Marquinhos Gabriel e Marcelinho Paraíba; Willians (Jheimy) e Jael (Diogo). Técnico: Mazola Júnior.

Serra Talhada 0
Carlos; Júnior Negrão, Alex Costa, Stanley e Janeílton; Josias, Jaíldo (Felipe), Elton Joãozinho (Caio) e Kássio; Jessuí (Marcondes). Técnico: Bagé.

Local: Ilha do Retiro (Recife) Árbitro: Gilberto Castro Júnior Assistentes: Roberto José e Marcelino Castro Gols: Marcelinho Paraíba (9'/1T e 16'/2T), Jael (21'/2T), Ruan (32'/2T) e Jheimy (36'/2T) Cartões amarelos: Marcelinho Paraíba, Thiaguinho, Willians e Jael (S); Janeílton e Stanley (ST) Público: 15.733 Renda: R$ 97.185,00


PE.SuperEsportes

Nenhum comentário: