sexta-feira, 20 de abril de 2012

Justiça proíbe torcidas organizadas em clássico alagoano


O juiz da 13ª Vara Cível da Capital, Pedro Jorge Cansanção, proibiu o acesso de torcedores caracterizados do CSA e do CRB no clássico de futebol que está marcado para o próximo sábado, no Estádio Rei Pelé. A decisão tomada ontem atendeu ao pedido de liminar ajuizado pelos promotores de Justiça Max Martins e Denise Guimarães.

O Ministério Público Estadual tomou a iniciativa com fins de evitar confrontos e depredações provocados por membros das organizadas Comando Alvirrubro e Mancha Azul, como vem sendo constantemente registrado em jogos das duas equipes.

Em sua decisão, o juiz considerou que o Estado vive um tempo de violência “sem precedentes”, que atinge “diversos meios de relacionamentos sociais, incluindo o desporto”. “O palco para divertimento da família e dos apaixonados pelo futebol virou um cenário de guerra, um verdadeiro campo de batalha entre torcidas rivais, e a sociedade assiste incrédula o desenrolar de atos de violência, depredação de bens e vandalismos. A violência nos estádios de futebol defronta-se com o caráter sadio e educacional da prática desportiva. A violência protagonizada pelas torcidas organizadas impõe medo aos torcedores, familiares e amigos, comprometidos com a paz, a alegria e o divertimento dos espetáculos”, relatou na decisão.

Após breve e enfática argumentação, Cansanção decidiu que os integrantes das torcidas organizadas do CRB e do CSA não terão acesso ao Rei Pelé no dia 21 se estiverem com camisas, bonés, bandeiras, símbolos, calções, agasalhos, toucas, instrumentos ou qualquer objeto que os caracterize como integrantes ou simpatizantes das torcidas.

PM descobre convocação para arrastão no sábado

O serviço reservado de inteligência da Polícia Militar de Alagoas (PM) descobriu uma convocação pelo Facebook da torcida do CRB, Comando Alvirrubro, para um mega-arrastão programado com saída às 12 horas, no bairro de Jaraguá, em Maceió. Diante da descoberta e do histórico de conflitos durante os clássicos CSA x CRB, o Comando de Policiamento da Capital (CPC) montou um esquema diferenciado para a segurança do jogo que ocorre neste sábado, no Estádio Rei Pelé.

Segundo o comandante do CPC, coronel Gilmar Batinga, o esquema foi definido esta semana com a ajuda do serviço reservado de inteligência da Polícia Militar que conseguiu interceptar algumas informações de que a torcida do CRB estava marcando o mega-arrastão partindo de Jaraguá até o Estádio Rei Pelé.

“Serão 340 policiais militares distribuídos em vários pontos da capital. Por esta razão foi montada a operação ‘Jogo Limpo’ que visa combater os delitos no dia do clássico. O portão do estádio abre às 13 horas, deste modo a torcida do CSA só poderá entrar pela

Avenida Siqueira Campos e a do CRB pela Assis Chateaubriand depois do pronto-socorro. A torcida do CSA vai ocupar a rampa do Sesi e da geral, já a do CRB, o lado do placar, geral e arquibancada baixa”, explicou.

Gilmar Batinga disse também que haverá operações nos principais corredores de transporte da capital, com viaturas fazendo abordagens. Ele explicou que ainda não foi definido quem sairá primeiro do clássico CSA ou CRB, mas enfatizou que a decisão deve partir do comandante da Radiopatrulha, coronel Jairisson que estará de plantão no dia do jogo. Indagado sobre a decisão da Justiça de proibir as torcidas organizadas no jogo de sábado, o comandante do CPC foi enfático: “Eu acho ótimo”. Também na rede social Facebook foram feitas muitas manifestações de paz dentro e fora de campo.


Maceió Agora

Nenhum comentário: