sábado, 14 de abril de 2012

Paysandu precisa vencer para disputar final do 2º turno paraense


 Paysandu precisa ganhar do Águia para ir à final (Foto: Mário Quadros)
(Foto: Mário Quadros)
O jogo é outro, mas a motivação será a mesma. Assim prometeram os jogadores do Paysandu para o jogo contra o Águia de Marabá, às 19h30, no Mangueirão, válido pelo jogo de volta da semifinal do returno. No primeiro jogo, os marabaense saíram vitoriosos em Marabá e, por isso, jogam por um empate em Belém, sobrando ao Papão somente a vitória para chegar à final do segundo turno.
Para superar este jogo difícil e garantir a vitória e classificação, o técnico Lecheva fez uma analogia entre o confronto de hoje à noite com o ocorrido contra o Sport (PE), quando a equipe pernambucana precisava vencer os paraenses para seguir na Copa do Brasil. Segundo o treinador, a comparação é válida principalmente pela a necessidade da vitória de seu time que conta com um aliado: seus torcedores.
A única preocupação da diretoria bicolor é quanto ao comando técnico. Lecheva recebeu gancho de um jogo do Tribunal de Justiça Desportiva do Pará por ter sido expulso na partida contra o São Francisco quando ainda era auxiliar técnico e não pode comandar o Paysandu no Mangueirão. A indecisão ficou sobre qual o nome que deve ficar à beira do gramado. Os mais cotados são Nad e Carlinhos Dorneles, ou os dois juntos, com Nad tomando a frente e Dorneles como auxiliar, mas a decisão será tomada antes do embarque no ônibus que levará o time ao Mangueirão.
E diferente dos outros jogos, o torcedor bicolor, empolgado com a inédita classificação à terceira fase da Copa do Brasil, deve comparecer de forma significativa no estádio Olímpico do Pará. A grande procura dos ingressos antecipados, comercializados na quinta-feira e ontem, registrou a venda total das meias-entradas e a distribuição de todas as gratuidades, num total de 2870 ingressos, só ontem.  (Diário do Pará)

Nenhum comentário: