terça-feira, 28 de agosto de 2012

Árbitro pernambucano carrega na súmula de jogo do Cruzeiro



O juiz Nielson Nogueira Dias não aliviou. Na súmula e no relatório do empate entre Cruzeiro e Atlético-MG, domingo, no Estádio Independência, ele relatou que foi alvejado com vários objetos atirados pela torcida cruzeirense e foi chamado de ladrão por Valdir Barbosa e Guilherme Mendes, respectivamente gerente de futebol e diretor de comunicação do Cruzeiro. Agora, o Departamento de Competições da CBF envia oficialmente súmula e relatório ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), responsável pela indiciação ou não dos acusados.
Para complicar a vida do Cruzeiro, que corre o risco de perder o mando de campo de pelo menos três jogos, Nielson também denunciou a invasão de campo de Alexandre Mattos, diretor de futebol cruzeirense. Sobre os objetos atirados pela torcida, Nielson escreveu: "Foram arremessados ao campo de jogo vários copos cheio de água e uma lata de uma buzina a gás, todos oriundos da torcida do Cruzeiro".
Também foram arremessados um aparelho celular sem chip, uma bateria de celular e uma carcaça de relógio de pulso, além de uma camisa de gola polo azul com listras amarelas e verdes, com o símbolo do Cruzeiro.
O Cruzeiro começa a preparar sua defesa nesta terça-feira. Nesta segunda, Alexandre Mattos adotou a ironia para criticar o juiz.
- Ele conseguiu um feito, talvez inédito, que é colocar Cruzeiro e Atlético unidos numa reclamação comum. Conseguiu desagradar a todo mundo. Arbitragem horrorosa, ridícula, pessoa despreparada. Árbitro arrogante, não deveria estar lá - disse o dirigente.
O Atlético-MG também reclamou. O presidente Alexandre Kalil revelou que os dirigentes do Cruzeiro invadiram o vestiário do juiz para ameaçá-lo.
- Foi lamentável a atuação do árbitro, porque ele foi praticamente agredido no vestiário do Independência pela diretoria do Cruzeiro. Esperamos que o STJD puna severamente. O juiz quase apanhou, se acovardou e fez a lambança que fez - afirmou Kalil.

Yahho
Foto: Super Esportes

Nenhum comentário: