sábado, 4 de agosto de 2012

Santa goleia Icasa no Arruda


Finalmente, o Santa Cruz “estreou” nesta Série C. Após cinco rodadas de marasmo, com uma ilusória invencibilidade de quatro empates e apenas uma suado triunfo em casa diante do lanterna, o time acordou e deu motivos para a torcida sorrir. Neste sábado, no Arruda, goleou o Icasa, líder do grupo A, por 4 a 0, com gols de Fabrício Ceará, Édson Borges, Dênis Marques e Flávio Caça-Rato. Cabia até mais. Com os outros resultados da sexta rodada, a equipe chegou à terceira colocação, com os mesmos dez pontos do primeiro e do segundo lugar, mas uma vitória a menos. Agora, resta secar Luverdense (4º, com nove pontos) e Paysandu (7º, com oito). O próximo compromisso dos corais é contra o Fortaleza, fora de casa, no dia 12.

O jogo começou após o cronômetro marcar 15 minutos. Até então, apatia, pouca lucidez ofensiva e erros de passe de ambas as equipes. Aos 16, Simião chegou para arrematar o cruzamento de Carlinhos, mas esbarrou em Fred. Em seguida, o Santa Cruz deu vacilo. Após o cruzamento de Dênis Marques e a interceptação do goleiro do Icasa, Fabrício Ceará teve a chance de finalizar, com a barra escancarada, mas rolou para Renatinho. O lateral chutou em cima da defesa adversária. Com a partida lá e cá, melhor para quem aproveitou as oportunidades. Aos 21, o estreante Leandro Oliveira cobrou falta, William Alves escorou, Fabrício dominou e, mesmo desequilibrado, mandou para o fundo das redes: 1 a 0 para acordar a torcida tricolor.

O Icasa não abaixou a guarda e voltou a agredir, em uma cobrança de falta perigosa de Simião e um chute no travessão de Rossini. Aos 35, contudo, alívio para os corais. Em novo lance de bola parada, desta vez de escanteio, o meia Leandro Oliveira encontrou Édson Borges. O zagueiro encontrou o gol: 2 a 0. Na ida para o intervalo, apesar da vitória parcial, o técnico Zé Teodoro não poupou críticas: "Se o Seu Weslley, o Seu Renatinho e o Seu Dênis Marques entrarem no jogo, vamos ter uma situação melhor."
O alerta serviu para o Tricolor não diminuir o ritmo. Logo aos 11 minutos, após passe de Dênis Marques, Fabrício Ceará deu o drible e acabou derrubado pelo goleiro. Pênalti e expulsão do arqueiro do time cearense. O Predador, sob os gritos de incentivo da massa coral, não perdoou: 3 a 0. Goleada e festa da torcida. Quinto gol do agora artilheiro da Série C, junto com Marciano (Salgueiro), Zambi e Pedro Júnior (Vila Nova). Em clima de festa, teve até espaço para grito “ah, é Caça-Rato!”. O atacante aproveitou rebote, aos 43, e ampliou: 4 a 0.
FICHA TÉCNICA

Santa Cruz
Fred; Memo, William Alves, Édson Borges e Tiago Costa; Chicão (Sandro Manoel), Weslley, Leandro Oliveira e Renatinho (Flávio Caça-Rato); Fabrício Ceará (Branquinho) e Dênis Marques. Técnico: Zé Teodoro

Icasa
Carlos Thomazella; Jeferson Feijão, Naylhor, André Turatto e Carlinhos; Edmilson, Simião, Rossini (Saulo) e Éder (Diego Júnior); Bismark e Nena (Reginaldo Júnior). Técnico: Tarcísio Pugliese

Local: Estádio do Arruda (Recife). Árbitro: Charles Hebert Ferreira (AL). Assistentes: Pedro Santos de Araújo (AL) e  Adeilton Guimarães da Hora (AL). Gols: Fabrício Ceará, Édson Borges e Dênis Marques (S). Cartões vermelhos: Carlos Thomazella e Simião (I). Cartões amarelos:Weslley (S); Jeferson Feijão (I).  Púlbico:  24.824 pagantes. Renda: R$ 320.750,00

Rodolfo Bourbon - Diario de Pernambuco

Nenhum comentário: