domingo, 9 de setembro de 2012

Sport derrota Cruzeiro na Ilha



O Sport venceu o Cruzeiro por 2 a 1, na Ilha do Retiro, neste domingo, e chegou aos 22 pontos na tabela de classificação da Série A. Os gols do jogo foram marcados por Wallyson para o Cruzeiro e Rithelly e Gilberto pelo lado do Sport. Agora o Leão recebe o Bahia na próxima quarta-feira, em duelo regional pelo Brasileirão. O Cruzeiro, que permaneceu com 34 pontos, enfrenta o Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli.

O Sport começou o primeiro tempo buscando as ações ofensivas. Embalada pela torcida, a equipe tentava sair para o ataque principalmente pela esquerda, com Willian Rocha e Rithelly. Mas aos nove minutos de jogo, uma ducha de água fria: em falha individual de Diego Ivo, que errou um passe na saída de bola, o atacante Wellington Paulista roubou a bola e tocou para Wallyson que, livre, chutou cruzado da entrada da grande área. A bola saiu rasteira e passou embaixo do corpo do goleiro Saulo. Cruzeiro 1 a 0.

Após alguns minutos de nervosismo, reclamações com a arbitragem e apatia dentro do campo, a equipe rubro-negra voltou a colocar a bola no chão e buscar o jogo. A partida ganhou em emoção e tanto o Sport quanto o Cruzeiro tiveram chances de mudar o placar. Pelo Leão, Gilsinho era opção na ponta direita e esquerda, alternando a posição. No Cruzeiro, Wallyson era a principal opção ofensiva, quase marcando aos 25 minutos. A tentativa foi defendida por Saulo.

Aos 29 minutos o Leão até marcou, com Edcarlos de cabeça, após chute de Hugo, mas o assistente assinalou impedimento, em lance duvidoso. No minuto seguinte, contudo, o gol foi válido. Após longo lançamento de William Rocha, Rithelly, que fez grande partida, encobriu o goleiro Fábio com um toque de cabeça e a bola morreu no fundo das redes. Sport 1 x 1 Cruzeiro. O jogo cresceu em emoção, e o Cruzeiro marcou um minuto depois, mas Wellington Paulista estava impedido e o lance foi anulado.

Apesar da movimentação seguir com boa velocidade, a partida ficou muito presa na intermediária. O Sport tentava imprimir maior volume de jogo com william Rocha, Rithelly e Hugo, enquanto que o Cruzeiro focava no seu contra-ataque em ligações rápidas entre Montillo, Sandro Silva e Wallyson, mas sem sucesso. A última chance da primeira etapa foi do Leão. Edcarlos recebeu na linha de fundo e chutou para o gol, com três jogadores do Sport aguardando o passe na pequena área. Fábio colocou para fora. A defesa rubro-negro se acalmou, principalmente na figura de Diego Ivo, e a primeira etapa terminou empatada em 1 a 1.

O Sport começou o segundo tempo imprimindo a mesma velocidade dos primeiros minutos da primeira etapa. Logo antes do primeiro minuto o time bombardeou a meta de Fábio, com Renê, que entrou na vaga de William Rocha, com dores no joelho; Felipe Azevedo e Tobi, mas a zaga mineira afastou. Aos dois mintutos, mais uma chance para o Leão: Hugo cobrou falta com força, Fábio espalmou e Felipe Azevedo chutou para fora após divida. Dois minutos depois, mais uma boa jogada de Renê: o lateral achou Hugo na grande área com ótimo passe em profundidade. O jogador meteu de cabeça e Fábio espalmou, no rebote, o ataque do Sport não soube aproveitar.

Sentindo que perdera o meio-campo, Celso Roth mudou o time buscando dar mais consistência à proteção da defesa. Contudo, o Sport continuava melhor em campo, agora com Cicinho apoiando de forma mais efetiva do que no primeiro tempo. Aos dez minutos, em bola cruzada pelo experiente lateral direito, Fábio soltou dentro da área e Rithelly quase marcou seu segundo na partida. Mas se não marcou o segundo, Rithelly foi fundamental na virada leonina. O jogador tabelou com Gilberto, que havia entrado segundos antes, na vaga de Gilsinho devolvendo passe de letra. Na cara do gol, o camisa nove do Sport não perdoou e tocou na saída de Fábio: Sport 2 x 1 Cruzeiro.

Após a virada a partida caiu de ritmo. O Leão ainda tinha maior posse de bola e o Cruzeiro pouco ameaçava. O time celeste voltou a incomodar aos 26 minutos após bom cruzamento de Anselmo Ramon. A bola chegou na cabeça de Wellington Paulista, que mandou por cima da meta do goleiro Saulo. O Sport respondeu com rápida troca de passes entre Willians e Hugo. O segundo recebeu bom passe e encheu o pé de fora da área, mas a bola passou à direita de Fábio. Depois desse lance o Sport procurou fazer o tempo passar. Mas o Cruzeiro ainda encontrou tempo para dar um susto na torcida leonina: Saulo defendeu cabeçada à queima-roupa de Anselmo Ramon. No final, a vitória rubro-negra foi sacramentada.

Sport 2
Saulo; Cicinho, Diego Ivo, Edcarlos e William Rocha (Renê); Tobi, Rithelly, Moacir e Hugo; Felipe Azevedo (Willians) e Gilsinho (Gilberto)

Cruzeiro 1
Fábio; Léo, Rafael Donato (Diego Renan), Mateus e Everton; Sandro Silva, Charles, Tinga (Lucas) e Montillo; Wallyson (Anselmo Ramon) e Wellington Paulista

Árbitro: André Luiz Castro
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Herman Brumel Vani
Gols: Wallyson (9'), Rithelly (31'), Gilberto (19' 2T),
Cartões amarelos: Cicinho, Edcarlos e Diego Ivo (Sport); Wallyson, Charles, e Léo, Everton, Lucas (Cruzeiro)
Público: 13.562

Super Esportes

Nenhum comentário: