domingo, 28 de outubro de 2012

Icasa e Paysandu duelam com objetivos de classificação


Neste domingo, às 17h, o Paysandu encara o Icasa, no Estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte, pela última rodada da primeira fase do Brasileiro da Série C, precisando de apenas um empate para seguir sonhando com o acesso à Série B. Porém, se avançar, terá que disputar o acesso longe de Belém.
 
Depois de instabilidade no inicio da competição, o Paysandu cresceu nesta reta final e emplacou cinco jogos sem derrotas (três empates e duas vitórias), assegurando a terceira colocação, com 24 pontos. Agora, para avançar sem depender de outros resultados, o Papão precisa apenas do empate. Em caso de vitória, não passará da terceira colocação, já que o Fortaleza lidera com 38 pontos, seguido pelo Luverdense, com 34.
Para o Icasa, o empate só será um bom negócio em caso de tropeço do Santa Cruz contra o Águia. Com a derrota para o Fortaleza, na última rodada, o time cearense ficou na quinta colocação, com 21 pontos, encostado no Santa, com 22, no G4. Sendo assim, independente da vitória ou empate, o Icasa precisa torcer pelo tropeço do Santa Cruz para seguir na luta.

Punição

Nesta semana, o Paysandu foi punido, pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), com a perda de três mandos no Estádio Mangueirão, pelo confronto da nona rodada, onde o adversário também era o Icasa. Durante a partida, torcedores arremessaram objetos em direção ao elenco do Papão, como forma de protesto. Além dos mandos, o Paysandu também foi multado em R$ 3 mil.

Na última rodada, quando goleou o Salgueiro por 4 a 0, o Paysandu já cumpriu um terço da punição, mandando o jogo no Estádio Arena Verde, em Paragominas, à 317km da capital paraense. Sendo assim, essa deve ser a opção do clube para mandar o jogo das quartas de final, onde definirá o acesso à Série B.

Mistério no Papão

Neste domingo, o volante Vanderson cumprirá suspensão pelo terceiro cartão amarelo e deixará o técnico Lecheva com três opções para ocupar a vaga. O treinador definiu o titular durante o último coletivo antes da viagem para Juazeiro do Norte, na manhã deste sábado. Junior Maranhão e Neto estão entre os candidatos, porém, Leandrinho deve ser o escolhido para iniciar a partida. 

Durante a semana, o zagueiro Fábio Sanches e o atacante Ricardo Capanema fizeram trabalhos leves separados do restante do elenco, mas não devem ser desfalques para o domingo. Sanches e Capanema se recuperaram de lesão na panturrilha e foram liberados pelo DM na última sexta. No ataque, Lecheva deve manter Kiros e Thiago Potiguar, que marcaram na goleada pra cima do Salgueiro.

Mudança no Verdão

Para vencer o Papão, o técnico Francisco Diá deve manter - quase - todo o time que perdeu para o Fortaleza, por 1 a 0, no PV. Quase, porque o atacante Niel deve ser vetado pelo departamento médico do clube, com dores, e deve deixar a vaga para Canga. O lateral Gustavo também deve ser poupado pelos médicos.
Porém, outro fator chamou a atenção nos treinos do Verdão do Cariri durante a semana. Depois de uma divida, o meia Luiz Mário e o lateral Andrezinho se desentenderam e trocaram alguns empurrões antes de serem separados pelo companheiros. Com os ânimos exaltados, o técnico Francisco Diá resolveu encerrar os treinos.
"Eu tava chateado e preocupado. A gente sabe que está numa reta final e a gente precisa da vitória e é necessário você treinar bem e se dedicar”, disse Luiz Mário, cabisbaixo depois do treinamento.


AFI

Nenhum comentário: