quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Vitória passa por CRB e fica mais próximo do acesso


O futebol apresentado pelo Vitória não foi dos melhores, mas o resultado não podia ser melhor. Com um gol de Elton, aos 39 minutos do segundo tempo, o rubro-negro baiano bateu o CRB no estádio Rei Pelé por 1 a 0 na noite desta terça-feira, 23, em Maceió.

O triunfo conquistado fora de casa deixa o time do técnico Ricardo Silva, que assumiu o clube após a saída de Carpegiani, com 66 pontos, ficando com a segunda posição na tabela, um ponto atrás do líder Goiás (que goleou o ASA por 4 a 0), e seis a frente do São Caetano, primeiro time fora da zona de classificação para a Série A, faltando agora seis rodadas para o final da competição.
Mesmo ainda não mateticamente garantido, o Vitória atinge uma pontuação que, em todas as edições anteriores da Segundona, garantiria à equipe uma vaga na primeira divisão.

Além disso, seu próximo confronto é justamente contra o São Caetano na sexta-feira, 27, às 18h30 (horário de Salvador), no Barradão. Caso conquiste um triunfo em casa, o rubro-negro baiano chegará aos 69 pontos, abrindo 11 pontos para o quinto colocado, o que deixará o Leão numa situação muito confortável rumo à elite do futebol brasileiro em 2013.

Já o CRB permanece com 30 pontos, no perigoso 16º lugar, apenas dois pontos acima da zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o time alagoano enfrenta fora de casa o lanterna Ipatinga, no sábado, 27, às 15 horas (horário de Salvador).
O jogo - Quem esperava um Vitória aguerrido em campo após a saída do técnico Carpegiani, segundo a direção do clube por desgaste com o elenco, se enganou. Mesmo sem grande qualidade, era o CRB quem criava as melhores oportunidades na primeira etapa.

Logo aos quatro minutos, o atacante Ricardinho recebeu passe dentro da área e, em decisão polêmica, o juiz marcou impedimento na jogada. O Vitória chegou a responder, aos sete, com o chute de fora da área do lateral Mansur.

Mas era o time alagoano quem chegava com perigo. Aos 31 minutos, Michel salvou com o peito em cima da linha um perigoso escanteio cobrado por Jadilson. Sete minutos depois, aos 38, o goleiro Deola foi obrigado a sair do gol e defender com a ponta dos dedos o toque do atacante Ricardinho.

Nas poucas vezes que chegava ao ataque, o rubro-negro baiano ainda esbarrava numa noite que parecia pouco inspirada para o atacante Elton, que não conseguia aproveitar as oportunidades criadas pelos companheiros, com chutes que não levavam perigo ao gol do CRB.

Decisivo - Na etapa final, o CRB aumentou a pressão e quem começou a se consagrar como grande nome do Vitória na partida foi o goleiro Deola. Aos 21 e aos 23 minutos, o goleiro do rubro-negro baiano fez duas grandes defesas, evitando chances claras de gol do time alagoano.
O técnico Ricardo Silva só mexeu no time pela primeira vez aos 25 minutos, com a entrada de Willie no lugar de Tartá. Mas foi a segunda substituição, aos 35 minutos, sacando Marquinhos para a entrada de Eduardo Ramos, que acabou sendo decisiva.

Saiu dos pés do meia, que não vinha sendo utilizado pelo ex-treinador Carpegiani, o passe para o decisivo gol de Elton, aos 39 minutos da etapa final. O atacante, que não vinha fazendo uma boa partida, fez o que se espera de um homem de área: colocou a bola para dentro, de cabeça, após o lançamento de Eduardo Ramos, decretando o placar final no Rei Pelé.

CRB 0x1 Vitória - 32ª rodada da Série B 2012

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió-AL
Data: Terça-feira, 23 de outubro de 2012.
Horário: 18h30.
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Lorival Candido das Flores e Ubiratan Bruno Viana (ambos do RN).
Gol: Elton (Vitória, aos 39  minutos do segundo tempo).
Cartões amarelos: Gleidson e Aloiso (CRB).
CRB: Anderson; Ângelo, Rogélio, Felipe (Ítalo) e Gleidson; Ednei, Marcinho; Geovani (Ronaldo) e Jadilson; Aloisio Chulapa e Ricardinho (Jeorge). Técnico: Roberval Davino.
Vitória: Deola; Nino Paraíba, Josué, Gabriel Paulista e Mansur; Ueliton, Michel, Pedro Ken e Tartá (Willie); Marquinhos (Eduardo Ramos) e Elton (Dinei). Técnico: Ricardo Silva.

A Tarde

Nenhum comentário: