sábado, 13 de outubro de 2012

Vitória perde jogo e liderança da Série B


Foram quase dois meses de liderança rubro-negra na Série B do Campeonato Brasileiro. Mas neste sábado, 13, o sonho do Leão de conquistar o título inédito ganhou um capítulo dramático: jogando em Curitiba, o Vitória acabou facilmente superado pelo Paraná, por 3 a 1, deixando assim a ponta da tabela com o Criciúma.
Ainda muito distante de apresentar o futebol do primeiro turno, o Vitória fez neste sábado a sua pior partida na Série B 2012. Errou passes no ataque, forçou algumas jogadas fáceis e mostrou falta de atenção no setor defensivo. O resultado da atuação abaixo da crítica não poderia ser pior, com o Leão amargando mais um resultado negativo fora de casa.
Arthur foi o destaque paranista no jogo. O camisa 9 soube aproveitar as falhas da defesa rubro-negra e marcou dois gols no primeiro tempo, aos 27 e aos 35 minutos. Lúcio Flávio, que deixou o Vitória ainda nesta temporada, também brilhou na partida. O Paraná ainda ampliou a vantagem no final segundo tempo, com Elton marcando o gol de honra nos acréscimos.

Com a segunda derrota consecutiva fora de casa, o Vitória segue sem triunfar como visitante neste returno. O Leão estacionou nos 60 pontos e viu o Criciúma ultrapassá-lo após golear o Boa Esporte em Varginha e chegar aos 61 pontos. O Goiás, terceiro colocado, também diminuiu a diferença para o Leão, chegando aos 58 pontos depois de vencer o América-MG, em Belo Horizonte. O São Caetano, com 53, fecha o G-4.
Para voltar à liderança, o Vitória terá que vencer seus compromissos e torcer por um tropeço do Criciúma. Na próxima terça-feira, 16, às 19h30, o rubro-negro recebe o ASA no Barradão. No mesmo dia, porém às 21h50, o Tigre enfrenta o ABC em sua casa, o Estádio Heriberto Hulse.
Paraná na frente - Jogando em casa, o Paraná foi logo mostrando serviço. Com menos de um minuto, Fernandinho, ex-Vitória, cruzou na área e a bola sobrou para Luisinho, que acabou chutando em cima de Gilson. Na sequência, o Leão até conseguiu equilibrar o jogo, mas não conseguiu criar uma jogada sequer de perigo.
A única chance de gol aconteceu aos 12 minutos, numa cobrança de falta: Pedro Ken mandou sobre a barreira, no canto direito, mas o goleiro Thiago decolou para fazer a defesa. Fora esse lance, o rubro-negro insistia em forçar as jogadas - caso de Tartá - ou errar os passes decisivos - principalmente com Willie. Elton e Pedro Ken, em tarde pouco inspirada, mal se apresentaram para os companheiros.
O pior acontecia na marcação. Oferecendo muito espaço, principalmente pelas laterais, o Vitória passava sufoco para se defender. Aos 27, Willie sofreu falta no ataque e o juiz não marcou. No contra-ataque, Fernandinho disparou nas costas de Carlinhos e achou Lúcio Flávio na área, que carimbou a trave; sozinho no rebote, Arthur estufou a rede: 1 a 0 Paraná.
Teve espaço para mais. Aos 35, Lúcio Flávio, ex-Vitória, avançou pelo lado direito sem a marcação de Gilson; o veterano usou sua categoria para deixar a bola na cabeça de Arthur, que completou par o gol entre o zagueiro Victor Ramos e o lateral Carlinhos. 2 a 0 para o tricolor paranaense.
Vitória apático - Em Salvador, a torcida esperava por uma reação rubro-negra na etapa complementar. Porém, em Curitiba, a realidade era diferente. Ainda mais perdido em campo durante o segundo tempo, o Vitória não conseguiu oferecer perigo.
Aos 4, um lampejo do Leão: Elton recebeu na entrada da área e recuou para Pedro Ken, que chutou de trás; a bola desviou na zaga antes de ir para fora. Aos 6, o Paraná respondeu com uma tabela entre Fernandinho e Arthur, que deixou o atacante de cara para Deola; o goleiro rubro-negro saiu da meta para evitar o gol.
Por sinal, se não fosse a atuação de Deola no segundo tempo, a derrota poderia ser ainda mais expressiva. Aos 23, Lúcio Flávio achou Arthur, que chutou da entrada da área, mas o goleiro salvou. Aos 30, Luisinho perdeu um gol claro, cabeceando para fora da pequena área. Aos 37, Lúcio Flávio avançou com liberdade para o ataque e chutou rasteiro; Deola se jogou no canto para defender mais uma.
Aos 45, porém, o goleiro rubro-negro não teve vez. Lúcio Flávio deixou Wendel sozinho na pequena área; com um drible, o atacante deixou Gabriel Paulista no chão e chutou no canto de Deola: 3 a 0. Aos 47, veio o gol de honra: Elton recebeu na entrada da área, girou e chutou para descontar. 3 a 1 e fim do sofrimento rubro-negro em Curitiba.
Paraná 3 x 1 Vitória - 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

Local: Estádio Durival de Britto, em Curitiba (PR).
Data: Sábado, 13 de outubro.
Horário: 16h.
Árbitro: Raphael Claus (SP).
Assistentes: Marcio Luiz Augusto (SP) e Luiz Felippe Scofield Guerra Costa (RJ).
Gols: Arthur (duas vezes, aos 27 e aos 35 minutos do primeiro tempo) e Wendel (aos 45 minutos do segundo tempo) para o Paraná; Elton (aos 47 minutos do segundo tempo) para o Vitória.
Cartões amarelos: Lucio Flavio, Ângelo e Vandinho (Paraná); Mansur, Tartá e Gabriel (Vitória).
Paraná: Thiago Rodrigues; Ângelo (Douglas Packer), Anderson, Alex Alves e Wendell Borges; Vandinho, Ricardo Conceição (Lucas), Lucio Flavio e Fernandinho; Luisinho e Arthur (Wendel). Técnico: Toninho Cecílio.
Vitória: Deola; Carlinhos, Victor Ramos, Gabriel Paulista e Gilson (Mansur); Uelliton, Michel (Marcelo Nicácio), Pedro Ken e Tartá (Fernando Bob); Willie e Elton. Técnico: Paulo César Carpegiani.

A Tarde

Nenhum comentário: