terça-feira, 9 de outubro de 2012

Zé Teodoro apenado com dois jogos de suspensão



Com o objetivo de buscar o acesso para a Série B do Campeonato Brasileiro, o Santa Cruz/PE teve que defender o técnico Zé Teodoro nesta última segunda-feira, dia 8 de outubro. Acusado de desrespeitar membros da arbitragem, o comandante foi suspenso por duas partidas, por maioria de votos dos auditores da Primeira Comissão Disciplinar. Com o resultado, o Santa Cruz não terá o técnico nas partidas contra o Fortaleza e o Luverdense, nos dias 13 e 20, respectivamente. O clube promete recorrer da decisão e tentar um efeito suspensivo.

Zé Teodoro foi denunciado após a derrota por 2 a 1 para o Treze/PB, no dia 16 de setembro. Ao final da partida, o técnico teria invadido o campo e se dirigido ao árbitro Manoel Garrido, dizendo: “Você já veio com tudo armado. Esta escala já estava certa para nos prejudicar”. Ainda de acordo com os relatos, o treinador segurou a mão do árbitro de forma ríspida e puxou agressivamente.

Presente ao STJD, Zé Teodoro deu sua versão. "Na parte disciplinar, ele foi muito fraco. Fui pegar na mão dele para parabenizá-lo pela arbitragem. Como jogador, sempre tive boa conduta e, como técnico, não muda nada. Acho que é uma injustiça o que está acontecendo. Não fiz nenhum comentário e é uma inverdade o que foi relatado. Afastei todos os jogadores na hora. A palavra ‘fraco’, eu chamei sim, no momento que adentrei ao campo. Achei que não foi o certo eu ter reclamado, mas as colocações da arbitragem não foram verdadeiras. Por isso, fiz questão de vir pessoalmente. Em nenhum momento eu ameacei o árbitro ou tentei agredi-lo. Fui pegar na mão dele e ele girou o braço. Como o policiamento estava perto dele, tirou", contou.

Logo após o depoimento, o advogado Osvaldo Sestário reforçou as palavras do técnico e pediu a desclassificação da denúncia para o artigo 258, §2º, inciso II, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por entender que não houve ofensa e, sim “desrespeito aos membros da arbitragem”.

Em seguida, os auditores acataram o pedido da defesa, e, por maioria de votos, puniram Zé Teodoro com duas partidas de suspensão, desclassificando a denúncia do artigo 243-F (ofender alguém) para o solicitado pelo advogado. Nos artigos 254-A (praticar agressão física) e 243-C (ameaçar alguém), o treinador foi absolvido.

Justiça Desportiva

Nenhum comentário: