domingo, 4 de novembro de 2012

Náutico goleia o Inter e fica!


O pé direito de Souza cravou a permanência do Náutico na Série A. Na noite deste domingo, os dois gols do volante encaminharam a vitória sobre o Internacional, por 3 a 0. Resultado que levou o Timbu aos sonhados 45 pontos, margem de segurança na lutra contra o fantasma do rebaixamento. Desde 2006, início da era dos pontos corridos com 20 clubes, apenas um time caiu com 45 pontos: o Coritiba, em 2009. Ou seja, o torcedor alvirrubro pode comemorar. Em 2013, o Náutico, a não ser em caso de uma catástrofe, estará na elite. A quatro rodadas do fim, o Timbu aparece em 11º lugar. O Inter é 8º, cada vez mais longe da zona da Libertadores.

Jogo - Os dois goleiros praticamente não tinham sido acionados. O jogo seguia equilibrado. Parelho e sem grandes emoções. Até Souza resolver, sozinho, desequilibrar. No primeiro lance, uma falta cobrada com maestria, no ângulo direito de Muriel. Sem nenhuma chance de defesa. Gol do alívio para o torcedor timbu, que já via o Internacional querer tomar conta do jogo.

No segundo lance, 10 minutos depois, até o mais otimista alvirrubro acabou surpreendido. A falta, desta vez era de longe. Do meio da rua. Souza, um poço de confiança, tomou distância e botou um pouco mais força no pé direito. Um leve desvio na barreira matou o goleiro. A bola foi morrer no canto esquerdo de Muriel.

O segundo gol do Náutico premiou a dedicação do camisa 8. Que na descida para o intervalo, revelou: “Treinei muito durante a semana e graças a Deus hoje consegui. Nunca tinha feito dois gols de falta num mesmo jogo”. As tentativas do Inter praticamente se resumiram às bolas levantadas para Leandro Damião. Todas sem sucesso.

No segundo tempo, em vez de recuar, o Náutico partiu para cima do adversário. Aos 5, Kieza quase marcou o dele. Três minutos depois, Souza cobrou outra falta perigosíssima. Muriel apareceu bem outra vez. Depois, aos 16, em bela jogada individual pela esquerda, Kieza chutou praticamente sem ângulo. Muriel fez grande defesa.

A blitz continuou. Aos 16, Souza, sempre ele, cobrou escanteio com perfeição na cabeça do artilheiro. Kieza testou firme. A torcida explodiu. O terceiro gol fechou a conta. Foi o 13º do atacante no Brasileirão, o 41º do Náutico. O Internacional já não tinha mais forças para reagir. Na última meia hora de jogo, os colorados tiveram que aturar o grito de olé das arquibancadas. Nos Aflitos, é sempre assim.

Náutico 3

Felipe; Patric (Alison), Alemão, Jean Rolt e Douglas Santos; Elicarlos (Dadá), Josa, Souza e Rhayner; Rogério (Araújo) e Kieza. Técnico: Alexandre Gallo.

Internacional 0

Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Índio e Kleber; Ygor, Josimar (Otavinho), Guiñazu e Lucas Lima (Fabrício); Cassiano (Rafael Moura) e Damião. Técnico: Fernandão.

Local: Aflitos
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Janette Arcanjo (MG) e Cleryston Barreto Rios (SE)
Gols: Souza (aos 22 min e aos 32 m do 1º T) e Kieza (aos 16º do 2º T)
Cartões amarelos: Jean Rolt, Alemão, Patric (N); Leandro Damião, Índio, Guinazu (I)
Público: 15.439
Renda: R$ 347.375,00


Lucas Fitipaldi - Diario de Pernambuco


Nenhum comentário: