quinta-feira, 7 de março de 2013

Santa derrota Ypiranga no Limeirão


SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE - Foi mais fácil que o esperado. O Santa Cruz mostrou superioridade, apresentou um futebol eficiente e bateu o Ypiranga por 2x0, na noite de ontem, no estádio Otávio Limeira. Os gols foram marcados por Flávio Caça-rato e Dênis Marques, ambos no primeiro tempo. Há de se ressaltar a boa atuação dos dois meias corais, Natan e Jefferson Maranhão. O resultado foi importante para o time do técnico Marcelo Martelotte, que vinha de derrota em casa para o Salgueiro. Agora o Mais Querido soma nove pontos no segundo turno do Campeonato Pernambucano. A equipe volta a jogar na próxima segunda-feira, diante do Central, no Arruda. A Máquina de Costura, por sua vez, permanece com três pontos e recebe o Serra Talhada, no domingo.

Se na primeira chance do Santa Cruz no jogo, aos três minutos, Jefferson Maranhão mandou para fora, na segunda, Flávio Caça-rato não desperdiçou. Ele recebeu passe de Natan, na entrada da área, e chutou na saída de Jaílson para fazer 1x0, aos sete minutos. O time da casa tentou responder seis minutos depois, mas Bruno mandou por cima em cobrança de falta. 

Enquanto o Ypiranga encontrava dificuldades na armação de jogadas, o Tricolor continuava assustando. Aos 20 minutos, Dênis Marques dominou a bola na meia-lua, fintou a zaga e bateu com perigo, à esquerda do gol. Um minuto depois o camisa 9 recebeu cruzamento de Jefferson Maranhão, mas errou ao dominar a bola e desperdiçou boa chance. Mas se as duas primeiras oportunidades não foram bem aproveitadas, na terceira não houve jeito. Dênis Marques puxou rápido contra-ataque, driblou Bruno e ficou na cara do gol. Jaílson ainda tentou evitar o tento, mas o esforço foi em vão. Santa Cruz 2x0, aos 23 minutos.

Natan, aos 30, fez bela jogada e bateu forte, para defesa de Jaílson. Em outro raro ataque da Máquina de Costura, Tiago Cardoso fez boa defesa após tentativa de Carlinhos. Antes do intervalo, Dênis Marques por pouco não marca o terceiro. Porém Jaílson levou a melhor e fez a defesa.

Com a boa vantagem no placar, o time coral voltou ainda mais tranquilo para o segundo tempo, enquanto o Ypiranga tentava a todo custo diminuir o prejuízo. Jefferson Maranhão e Dênis Marques, pelo lado coral, até tiveram chances, mas não conseguiram ampliar. Marcelo Martelotte mexeu no time e pôs Sandro Manoel e Nininho nas vagas de Luciano Sorriso e Tiago Costa, respectivamente.

Dênis Marques ainda saiu duas vezes na cara de Jaílson, mas não conseguiu ampliar. Os gols perdidos não fizeram falta ao Tricolor, que administrou bem o marcador e garantiu os três pontos.

Ypiranga 0

Jailson; Diogo, Bruno (Marcinho), Hugo e Beto; Jeferson, Dácio, Léo Oliveira e Torres (Jônatas); Assis (Carlinhos) e Paulo Krauss. Técnico: Edson Miolo

Santa Cruz 2

Tiago Cardoso; Éverton Sena, Vágner, César e Tiago Costa (Nininho); Anderson Pedra, Luciano Sorriso (Sandro Manoel), Jefferson Maranhão e Natan; Flávio Caça-rato (Danilo Santos) e Dênis Marques. Técnico: Marcelo Martelotte

Local: Estádio Otávio Limeira (Santa Cruz do Capibaribe)

Árbitro: Ricardo Jorge

Assistentes: Aldir Pereira e Bruno Vieira

Gols: Flávio Caça-rato (aos 7 do 1T); Dênis Marques (aos 23 do 1T)

Cartões amarelos: Assis, Dácio, Beto (Ypiranga); César, Jefferson Maranhão, Flávio Caça-rato (Santa Cruz)

Cartões vermelhos: Beto (Ypiranga); Sandro Manoel (Santa Cruz)

Renda: R$ 42.740,00 - Público: 4777

FolhaPE

Nenhum comentário: