sábado, 20 de julho de 2013

Náutico enfrenta Botafogo em São Januário com situação complicada

Disposto a reagir após a derrota de 2 a 1 para o Grêmio, no último fim de semana, o Botafogo recebe o Náutico neste sábado, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Mais do que a reação, o Glorioso, terceiro colocado com 13 pontos, deseja permanecer no G-4, a zona de classificação para a próxima Copa Libertadores. Já os pernambucanos têm planos bem mais modestos, embora a reação seja uma necessidade para uma equipe que segura a lanterna, com apenas quatro pontos.

O Botafogo, teoricamente mais forte, minimiza a situação do rival. “Pode parecer frase feita, mas no Campeonato Brasileiro não existe jogo tranquilo, independentemente da realidade vivida pelo nosso adversário na tabela de classificação. O Náutico vai fazer de tudo para vencer a partida e pode se tornar até mais complicado do que se estivesse no meio, em uma posição intermediária”, afirmou o zagueiro Bolívar.

Na visão dos jogadores botafoguenses seria muito importante conseguir um gol logo de início. “Nós estamos esperando o Náutico fechado, aguardando o nosso erro para sair no contra-ataque e construir o resultado positivo. Nós não podemos permitir que isso aconteça, pois assim estaremos caindo no jogo deles. O importante é ser eficiente no ataque, sem descuidar da defesa. Se conseguirmos um gol logo de cara seria muito bom, pois isso desmontaria a estratégia de nosso rival", analisou o atacante Rafael Marques.

Para este compromisso, o Botafogo tem dois desfalques. O lateral direito Lucas, que fraturou o tornozelo esquerdo diante do Grêmio, dá lugar a Gilberto, revelado nas categorias de base do clube. Já o volante Gabriel, que volta de suspensão, reaparece na vaga de Marcelo Mattos, o suspenso da vez por acúmulo de cartões amarelos.

Pelo lado do Náutico existe o sentimento de que é preciso reagir o mais rapidamente possível. Apesar de reconhecerem o favoritismo do Botafogo, os atletas do time pernambucano se mostram otimistas.
“Nós respeitamos o Botafogo e reconhecemos que ele é o favorito neste jogo. Mas o futebol é decidido dentro de campo e nós podemos surpreender em São Januário”, afirmou o goleiro Ricardo Berna.
Em termos de escalação, o técnico Zé Teodoro, ainda sem opções para mudar a equipe, decidiu apostar na repetição da equipe que foi derrotada por 3 a 0 pelo Cruzeiro.


FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X NÁUTICO
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 20 de julho de 2013 (Sábado)
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Resende Cunha (GO)
Assistentes: Fábio Pereira (GO) e Márcia Bezerra Caetano (RO)
BOTAFOGO: Jefferson; Gilberto, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Gabriel, Renato, Lodeiro, Seedorf e Vitinho; Rafael Marques
Técnico: Oswaldo de Oliveira
NÁUTICO: Ricardo Berna; Maranhão, João Filipe, William Alves e Eltinho; Magrão, Auremir, Derley e Marcos Vinícius; Rogério e Olivera
Técnico: Zé Teodoro

Gazeta Esportiva

Nenhum comentário: