terça-feira, 22 de julho de 2014

Nacional e Defensor disputam semifinais da Libertadores


O Nacional do Paraguai, uma das revelações desta edição da Copa Libertadores, enfrentará nesta terça-feira em Assunção o Defensor do Uruguai, pelas semifinais da competição.

Antes da parada de dois meses para a disputa da Copa do Mundo, o Brasil - que contou com seis clubes na competição - ficou sem uma equipe sequer na penúltima fase, algo que não acontecia desde 1991.

Flamengo, Botafogo e Atlético Paranaense ficaram na fase de grupos, enquanto Grêmio e Atlético Mineiro foram derrotados nas oitavas. O Cruzeiro, melhor brasileiro na competição, perdeu nas quartas.

Quem não tem nada com isso é o Nacional do Paraguai, que em suas seis participações anteriores na Libertadores não tinha chegado a passar das oitavas. Desta vez, a equipe paraguaia despachou os argentinos do Vélez Sarsfield e, em seguida, os do Arsenal para chegar às semifinais.

O técnico Gustavo Morínigo, que estava arriscado de ficar sem seus dois melhores atacantes, Fredy Bareiro e Julián Benítez, lesionados, recebeu o aval do departamento médico e poderá contar com ambos.

Bareiro tem grandes chances de começar a partida na equipe titular. O caso de Benítez é mais complicado porque o jogador se recupera de uma artroscopia no joelho realizada em maio e deve ficar no banco.

"De qualquer maneira, jogarão os que estiverem em melhores condições. Muitas vezes, o nome do jogador não é suficiente. Minha responsabilidade é colocar em campo os jogadores que responderão melhor ao que precisamos", explicou o técnico.

O adversário desta terça-feira, o Defensor, que eliminou com autoridade o colombiano Atlético Nacional nas quartas de final, também faz a melhor campanha de sua história na Libertadores, superando 2007 e 2009, quando foi eliminado nas quartas.

O técnico dos "Violetas", Fernando Curutchet, anunciou que para o jogo desta terça-feira os zagueiros Ramón Arias e o habitual reserva Emilio Zeballos estão fora por lesão.

Federico Gino ou Enrique Etcheverry serão os prováveis substitutos.

No meio, Curutchet tem dúvidas por causa dos problemas físicos que incomodam o capitão Andrés Fleurquín, que poderá dar lugar a Juan Carlos Amado.

Os dois destaques da equipe, o meia Giorgian de Arrascaeta e o brasileiro Felipe Gedoz estarão em campo e terão a missão de liderar o Defensor.

A partida começa às 21h15 (horário de Brasília) no estádio Defensores del Chaco, em Assunção. Ela será arbitrada pelo peruano Víctor Carrillo, auxiliado pelos compatriotas Jhonny Bossio e César Escano.

O duelo de volta será disputado no dia 29 deste mês no estadio Centenário de Montevidéu. Quem vencer medirá forças na final com San Lorenzo ou Bolívar, que se enfrentam na quarta-feira, na primeira partida da outra semifinal.

Prováveis escalações:

Nacional: Ignacio Don - Ramón Coronel, Raúl Piris, Leonardo Cáceres, David Mendoza - Marcos Melgarejo, Marcos Riveros, Silvio Torales, Derlis Orué - Cecilio Domínguez e Fredy Bareiro. T: Gustavo Morínigo.

Defensor: Martín Campaña - Federico Gino (Enrique Etcheverry), Nicolás Correa, Matías Malvino, Roberto Herrera - Mathías Cardacio, Andrés Fleurquin (Juan Carlos Amado), Leonardo País, Felipe Gedoz - Giorgian de Arrascaeta e Matías Alonso. T: Fernando Curutchet.

Leia mais em: http://zip.net/bpn6gZ

Clique Aqui

Nenhum comentário: